A MÚSICA

 

 

A música é uma das artes mais antigas da humanidade. O livro sagrado dos judeus, também dos cristãos, já fala de Jubal, pertencente à sétima geração do homem, como pai de todos que tocam harpa e flauta (Gênesis, 4: 21).  E, lenda à parte, a música vem mesmo dos primórdios da humanidade.

"A música é um dos principais elementos da nossa cultura. Há indícios de que desde a pré-história já se produzia música, provavelmente como conseqüência da observação dos sons da natureza. É de cerca do ano de 60.000 a.C. o vestígio de uma flauta de osso e de 3.000 a.C. a presença de liras e harpas na Mesopotâmia.

No panteão grego, por exemplo, Apolo é a divindade que rege as artes. Por isso vemos várias representações suas, nas quais ele porta uma lira. Vale lembrar que na Grécia Antiga apenas a música e a poesia eram consideradas manifestações artísticas da maneira como as compreendemos atualmente.

Música é uma palavra de origem grega - vem de musiké téchne, a arte das musas - e se constitui, basicamente, de uma sucessão de sons, entremeados por curtos períodos de silêncio, organizada ao longo de um determinado tempo.

Assim, é uma combinação de elementos sonoros que são percebidos pela audição. Isso inclui variações nas características do som, tais como duração, altura, intensidade e timbre, que podem ocorrer em diferentes ritmos, melodias ou harmonias.

 

Características dos sons

Em música, a duração de um som está relacionada ao tempo, mas não como ele é medido, por exemplo, em um relógio. A relação entre o tempo de duração das notas musicais e o tempo das pausas cria o ritmo.

Altura é a forma como o ouvido humano percebe a freqüência dos sons. As baixas freqüências são percebidas como sons graves e as mais altas como sons agudos, ou tons graves e tons agudos. Tom é a altura de um som na escala geral dos sons.

Intensidade é a percepção da amplitude da onda sonora. Também é chamada, freqüentemente, de volume ou pressão sonora.

O timbre nos permite distinguir se sons de mesma freqüência foram produzidos por instrumentos diferentes. Por exemplo, quando ouvimos uma nota tocada por um saxofone e, depois, a mesma nota, com a mesma altura, produzida por um trompete, podemos imediatamente identificar os dois sons como tendo a mesma freqüência, mas com características sonoras muito distintas.

Tipos de instrumentos musicais

 

Instrumentos de sopro: podem ser feitos de madeira, como, por exemplo, a flauta, o clarinete, o saxofone, o fagote e o oboé, embora algumas vezes possuam metal e plástico em sua composição.

Os instrumentos de sopro de madeira se distinguem dos instrumentos de sopro feitos de metal pela forma como o som é produzido: pela vibração do ar em um tubo oco. O ar vibra soprando-se no bocal - no caso da flauta -, ou através de uma palheta simples - no clarinete e no saxofone -, ou de uma palheta dupla - no caso do oboé e do fagote.

Os instrumentos de sopro feitos de metal são produzidos com latão e o som nasce da vibração dos lábios do músico no bocal, o que faz com que o ar vibre dentro do tubo. Nesse grupo encontramos o trompete, o trombone, a corneta, a trompa e a tuba.

 

Instrumentos de corda: o som é produzido pela vibração de uma ou mais cordas esticadas, através de fricção (violino, violoncelo, contrabaixo) ou de dedilhado (harpa, lira, violão, guitarra).
 

Instrumentos de teclas: o som é produzido por meio de um teclado que faz vibrações no ar (órgão de tubo) ou em cordas (piano). Uma curiosidade: a parte interna de um piano possui um mecanismo com mais de 6.000 peças - cada tecla aciona um martelo revestido de feltro que bate numa corda de aço, produzindo um som.

 

Instrumentos de percussão: os sons são produzidos percutindo, sacudindo, raspando ou batendo um elemento contra o outro. São exemplos de instrumentos de percussão: xilofone, vibrafone, gongo (ou tantã), triângulo, címbalo, castanholas, claves, maracas e tambores.

Os tambores consistem em uma pele ou um plástico esticados sobre uma ou duas molduras. Podem ser divididos em três grandes grupos, de acordo com sua forma: fuste estreito (pandeiro), semi-esféricos (timbales) e cilíndricos (conga). Podem ser tocados utilizando-se as mãos, baquetas, escovinhas ou varetas de ferro.

Instrumentos eletrônicos: geram sinais eletrônicos que são amplificados e convertidos em sons. Por exemplo: teclado, sintetizador, bateria eletrônica, sampler, etc." 

<http://educacao.uol.com.br/artes/musica-origem.jhtm>

 

Ponteados em violão:

 

A FORMIGA CABEÇUDA

A MOCINHA DA CIDADE

AMANHECEU (paródia)

AMARGA DESPEDIDA
ASA BRANCA

BRIGA DE VIOLEIROS

CABELO LOIRO

CANINHA VERDE

CANOEIRO

CASA DA MÃE JOANA
CASTELO DE AMOR

CHALANA

CHITÃOZINHO E XORORÓ

COBRA SUCURI

ENCANTOS DA NATUREZA

ESQUINA DO ADEUS

EU QUERO TER UM MILHÃO DE AMIGOS

EXPRESSO BOIADEIRO

FELICIDADE

GAIVOTA

GENTE DA MINHA TERRA

HINO RACIONAL (paródia)

JOÃO BOIADEIRO

JOÃO DE BARRO

LUAR DO SERTÃO

MÁGOA DE BOIADEIRO

MEU BEM-QUERER

MEU RECANTO ENCANTADO

MORENINHA LINDA

MÚSICA DESCONHECIDA

NATAL (paródia)

NO COLO DA NOITE

NOITE INFELIZ (paródia)

O CAIPIRA E A GRÃ-FINA

O QUE TEM A ROSA

O TROPEIRO

PAI JOÃO

PARA PEDRO

PARAGUAIA

PÉ DE CEDRO

PENSA, PENSA, MINHA GENTE (paródia)

PONTEADO DE 13/10/20234

PONTEADO DE 16/02/2024

RINCÃO MINEIRO

SABIÁ PRISIONEIRO

SAUDADE DA MINHA TERRA

SEXTA-FEIRA 13

SOLDADO SEM FARDA

SOLE MIO

SOCA PILÃO

TEMPO DE CRIANÇA

TRISTEZA DO JECA

VENENO DA MENTIRA

VIDA MATOGROSSENSE

 

MIX DE VÁRIAS MÚSICAS

 

Vídeos longos com música relaxante

 

2 HORAS DE MÚSICA RELAXANTE

 

SEIS HORAS DE MÚSICA RELAXANTE AO SOM DE ÓRGÃO ...

 

SEIS HORAS DE MÚSICA RELAXANTE DIANTE DA CACHOEIRA

 

MÚSICA RELAXANTE COM LINDAS CACHOEIRAS

 

SEIS HORAS DE MÚSICA RELAXANTE PARA VOCÊ ENCONTRAR O SONO

 

..

.