O DIA ESCURO

 

 

 O Dia Escuro, também conhecido como Dia Escuro da Nova Inglaterra, refere-se a um evento ocorrido no dia 19 de maio de 1780, quando os céus da Nova Inglaterra e de partes do Canadá ficaram demasiadamente escuros apesar de ser dia.[1] A causa principal para isso pode ter sido uma combinação de fumaça de incêndios florestais,[2] uma espessa neblina e céu encoberto. A escuridão foi tamanha que foi necessário usar velas durante o dia. O fenômeno não dispersou até metade da noite seguinte.[3][4]

Segundo o professor Samuel Williams da Faculdade de Harvard, a escuridão foi vista ao menos entre Portland, Maine ao norte e Nova Jérsia ao sul, mas não chegou a ser vista na Pensilvânia.[3]

Crescimento

O primeiro relato da escuridão veio de Rupert, Nova Iorque, onde o sol já estava tapado ao nascer do sol. O Professor Samuel Williams observou de Cambridge, Massachusetts, "Esta escuridão extraordinária veio entre as 10 e 11 horas da manhã e continuou até o meio da noite seguinte."[4] O reverendo Ebenezer Parkham, de Westborough, Massachusetts, relatou que o pico da escuridão ocorreu "por volta do meio-dia", mas não registrou o horário em que ela chegou.

Na Faculdade Harvard, a escuridão foi registrada como tendo chegado às 10h30, chegando a seu pico às 12h45, e decaindo às 13h10, embora permanecendo pelo resto do dia. Foi relatado que a escuridão alcançou Barnstable, Massachusetts por volta das 14h, com o pico ocorrendo às 17h30.[3]

Às 14h, em Ipswich, Massachusetts, galos cantaram, galinholas assobiaram e sapos coaxaram como se a noite tivesse chegado. Uma testemunha relatou que um forte cheiro de fuligem ficou na atmosfera, e que a água da chuva tinha uma película sobre ela que era feita de partículas de folhas queimadas e cinzas.[5] Relatos contemporâneos também indicaram que cinzas e pó vulcânico caíram em partes do Novo Hemisfério a ponto de acumular uma camada de seis polegadas.[6]

<https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Escuro>
 

Tempos depois, religiosos americanos (adventistas do sétimo dia) tomaram o acontecimento como cumprimento de uma previsão atribuída a Jesus que diz "o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento e os poderes dos céus serão abalados.” (Mateus, 24: 29).  Para eles, aquela escuridão indicava a proximidade da volta de Jesus.

 

Ver mais PREVISÃO DO FUTURO

 

..

.